Universidade estadual de campinas


TRANSFORMAÇÃO GENÉTICA MEDIADA POR AGROBACTERIUM TUMEFACIENS DO FUNGO MONILIOPHTHORA PERNICIOSA, CAUSADOR DA VASSOURA-DE-BRUXA DO CACAUEIRO



Descargar 4.56 Mb.
Página59/95
Fecha de conversión03.12.2017
Tamaño4.56 Mb.
1   ...   55   56   57   58   59   60   61   62   ...   95

TRANSFORMAÇÃO GENÉTICA MEDIADA POR AGROBACTERIUM TUMEFACIENS DO FUNGO MONILIOPHTHORA PERNICIOSA, CAUSADOR DA VASSOURA-DE-BRUXA DO CACAUEIRO


Leonardo Minete Cardozo (Bolsista FAPESP), Maria Carolina de Barros Grassi, Johana Rincones Perez (Co-orientadora) e Prof. Dr. Gonçalo Amarante Guimarães Pereira (Orientador), Instituto de Biologia - IB, UNICAMP
O fungo Moniliophthora perniciosa é o agente causador da Vassoura-de-bruxa do cacaueiro (Theobroma cacao). Esta doença afeta a produção de cacau nas ilhas do Caribe e em países da América do Sul, onde tem causado grandes prejuízos socioeconômicos. O estudo funcional e a manipulação genética de M. perniciosa são essenciais para aumentar o conhecimento biológico sobre a interação planta-patógeno e auxiliar o desenvolvimento de estratégias de combate à doença. Para tanto, a transformação genética apresenta-se como ferramenta fundamental. Neste trabalho, procuramos desenvolver um protocolo eficiente e de fácil reprodução para a transformação do fungo M. perniciosa. Foram testadas transformação de protoplastos utilizando PEG, eletroporação e transformação mediada por Agrobacterium tumefaciens (ATMT). O único sistema que se mostrou eficaz foi a ATMT, no qual uma de três linhagens de A. tumefaciens utilizadas foi efetiva, a linhagem AGL-1. O marcador de resistência utilizado foi a higromicina. A transformação foi confirmada através de PCR e southern blot. A eficiência obtida esteve entre 5 e 40%, e os transformantes mostraram-se estáveis mantendo o DNA exógeno em meio não-seletivo. Os resultados obtidos são promissores e representam um grande avanço para a manipulação genética de M. perniciosa.

Moniliophthora perniciosa - Transformação - Agrobacterium tumefaciens

B0338

ESTABELECIMENTO DE UM PROTOCOLO DE CULTURA DE CÉLULAS PARA THEOBROMA CACAO


Marcos Henrique de Moraes (Bolsista FAPESP), Gleidson Silva Teixeira, Odalys García Cabrera (Co-orientador) e Prof. Dr. Gonçalo Amarante Guimarães Pereira (Orientador), Instituto de Biologia - IB, UNICAMP
A vassoura-de-bruxa do caucaueiro, causada pelo fungo hemibiotrófico Moniliophthora perniciosa é um dos maiores problemas fitopatológicos do Brasil. Um modelo in vitro da doença ajudaria a compreender melhor os mecanismos de patogenicidade do fungo. Nesse panorama, este trabalho tem como objetivo obter cultura de células em meio sólido e líquido de duas variedades de Theobroma cacao, uma susceptível [S] e uma tolerante [T]. Para o início da cultura foram usados explantes de cotilédones. Os meios utilizados variaram apenas na concentração de hormônios. A indução em meio sólido foi feita em meio HC1 e HC2. HC2 apresentou uma eficiência maior de indução sendo de 100% para T e 74,6% para S, contra 78,6% para T e 33,7% para S apresentados com o meio HC1. As subculturas seguintes foram feitas apenas no meio HC2. A cultura líquida foi obtida com os meios HC2 e HC3, porém avaliando a viabilidade das células com FDA constatou-se que após 14 dias todas as células estavam mortas em HC2 e apresentavam 100% de viabilidade em HC3. Foi constatado que as células em meio liquido apresentavam formato alongado uniforme e possuem grãos de amido, indicando que elas estão viáveis. Concluímos neste projeto que o meio HC2 é o mais indicado para indução e manutenção da cultura de células em meio sólido e HC3 para meio líquido.

Theobroma cacao - Moniliphtora perniciosa - Cultura de células

B0339

CLONAGEM, EXPRESSÃO E CARACTERIZAÇÃO FUNCIONAL DE DUAS CLASSES DE PROTEÍNAS INDUTORAS DE NECROSE PRODUZIDAS PELO FUNGO MONILIOPHTHORA RORERI, CAUSADOR DA MONILÍASE DO CACAU


Mario Ramos de Oliveira Barsottini (Bolsista FAPESP) e Prof. Dr. Gonçalo Amarante Guimarães Pereira (Orientador), Instituto de Biologia - IB, UNICAMP
Moniliophthora roreri é um fungo que infecta o cacau, causando uma doença chamada Monilíase. Plantações infectadas podem diminuir em até 90% sua produção original, e não existem ainda métodos eficazes de prevenção e combate à doença. O fungo M. roreri está confinado ao noroeste da América Latina, porém sua entrada no Brasil é iminente, o que pode ser desastroso para plantações que já são atacadas pela Vassoura-de-Bruxa (Moniliophthora perniciosa), principalmente no sul da Bahia. Entre os sintomas da Monilíase estão áreas de necrose nos frutos infectados, assim como ocorre na Vassoura-de-Bruxa. Análises de seqüências dos genomas de ambos os fungos revela a existência de genes codificadores para duas famílias de proteínas capazes de induzir necrose em plantas – proteínas elicitoras pertencentes às Ceratoplataninas (CP) e Proteínas Indutoras de Necrose e Etileno (NEP). Até o momento, o gênero Moniliophthora é o único dentre os basidiomicetos a apresentar proteínas semelhantes às NEPs. O objetivo desse trabalho é a clonagem, expressão e purificação de um gene representante de cada família (CP e NEP) para sua caracterização funcional em folhas de tabaco. Os resultados ajudariam a esclarecer o papel dessas proteínas na Monilíase fornecendo dados para o desenvolvimento de estratégias de controle desta doença.

Cacau - Monilíase - Moniliophthora roreri

B0340

MODELAGEM COMPUTACIONAL DA CINÉTICA ENZIMÁTICADE VIAS METABÓLICAS DE MONILIOPHTHORA PERNICIOSA


Mirian Mariko Tsutsumi (Bolsista FAPESP), Lucas P. Parizzi, Marcelo F. Carazzolle, Jorge M. C. Mondego (Co-orientador) e Prof. Dr. Gonçalo Amarante Guimarães Pereira (Orientador), Instituto de Biologia - IB, UNICAMP
O fungo Moniliophthora perniciosa causa uma das mais importantes doenças do cacaueiro conhecida como vassoura de bruxa. Devido a sua importância para a cacauicultura é fundamental que se conheçam as rotas metabólicas deste fungo, a fim de que se possam programar estratégias de combate à doença.  A partir de dados de dados advindos da análise do genoma e do transcriptoma de M. perniciosa, reconstruíram-se vias metabólicas possivelmente relacionadas com o desenvolvimento e virulência do fitopatógeno utilizando ferramentas de biologia de sistemas. Mais especificamente, o projeto em questão consistiu na investigação, desenvolvimento, aplicação e validação do conhecimento da catálise
enzimática de algumas vias metabólicas de M. perniciosa. Foi feita a seleção e a aplicação de ferramentas de bioinformática como softwares para plotagem gráfica da cinética enzimática e técnicas de análise de sensibilidade de parâmetros. Realizou-se a modelagem de vias de interesse do metabolismo de glicerol, metanol e nitrogênio e estes resultados foram comparados com dados experimentais publicados. No futuro próximo, será feita a reconstrução in sillico de Moniliophthora perniciosa o qual consiste na visualização, modelagem computacional e simulação do metabolismo do organismo.

Biologia de sistemas - Cinética enzimática - Vias metabólicas

B0341



Compartir con tus amigos:
1   ...   55   56   57   58   59   60   61   62   ...   95


La base de datos está protegida por derechos de autor ©psicolog.org 2019
enviar mensaje

    Página principal
Universidad nacional
Curriculum vitae
derechos humanos
ciencias sociales
salud mental
buenos aires
datos personales
Datos personales
psicoan lisis
distrito federal
Psicoan lisis
plata facultad
Proyecto educativo
psicol gicos
Corte interamericana
violencia familiar
psicol gicas
letras departamento
caracter sticas
consejo directivo
vitae datos
recursos humanos
general universitario
Programa nacional
diagn stico
educativo institucional
Datos generales
Escuela superior
trabajo social
Diagn stico
poblaciones vulnerables
datos generales
Pontificia universidad
nacional contra
Corte suprema
Universidad autonoma
salvador facultad
culum vitae
Caracter sticas
Amparo directo
Instituto superior
curriculum vitae
Reglamento interno
polit cnica
ciencias humanas
guayaquil facultad
desarrollo humano
desarrollo integral
redes sociales
personales nombre
aires facultad