Universidade estadual de campinas


EFEITO DO BLOQUEADOR DO RECEPTOR DE ANGIOTENSINA SOBRE OBESIDADE INDUZIDA POR DIETA



Descargar 4.56 Mb.
Página46/95
Fecha de conversión03.12.2017
Tamaño4.56 Mb.
Vistas2278
Descargas0
1   ...   42   43   44   45   46   47   48   49   ...   95

EFEITO DO BLOQUEADOR DO RECEPTOR DE ANGIOTENSINA SOBRE OBESIDADE INDUZIDA POR DIETA


Sandra Cristina Amaya (Bolsista SAE/UNICAMP), Bruna Porto Perrella, Dennys Esper Cintra, Eduardo Ropelle, Bruno de M. Carvalho e Prof. Dr. Mario José Abdalla Saad (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Estudos sugerem efeitos anti-aterogênicos e anti-diabéticos dos bloqueadores do receptor de angiotensina. O estudo investigou o efeito do Telmisartan na estrutura do adipócito, nas proteínas envolvidas na via de sinalização de insulina e da lipogênese, e nos níveis teciduais de adipocitoquinas.Objetivo: Investigar o efeito da droga bloqueadora do receptor de angiotensina (Telmisartan) nas vias de transdução do sinal de insulina,além das proteínas lipogênicas e de algumas adipocitoquinas.Materiais e Métodos: Grupo de camundongos Swiss machos divididos em: dieta padrão, dieta hiperlipídica (DH) e DH mais Telmisartan. Realização de teste de tolerância à insulina (ITT) e o teste de tolerância à glicose (GTT).Amostragem de gordura para estudos anatomo-patológicos. Tecidos musculares, hepáticos e adiposos para análise molecular. Resultados: Os animais tratados com DH mais a droga apresentaram redução ponderal, maior nível glicêmico após administração de glicose, no músculo e no tecido adiposo houve diminuição da expressão do IR e no adiposo a expressão de IL-6 e AKT foram menores.Conclusão: Os resultados desse estudo sugerem que o Telmisartan não reduz o processo inflamatório subclínico, especialmente no adipócito de animais submetidos a dieta hiperlipídica, e que a atenuação do ganho de peso desses animais ocorreu independente de alterações na sensibilidade e sinalização de insulina.

Obesidade - Angiotensina - Telmisartan

B0191

FORMAÇÃO DE NANOPARTÍCULAS DE INSULINA POR DUPLA EMULSIFICAÇÃO


Luís Fernando Godoy Falco (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Nelci Fenalti Hoehr (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A insulina permitiu a alteração do prognóstico de pacientes com diabetes; passando do estado agudo e quase morte para o de uma pessoa que apresenta melhora no quadro clínico. O hormônio apresenta íntimas relações com o metabolismo de gorduras e lipídios, bem como o de carboidratos. Observada diminuída secreção de insulina pelas células beta das ilhotas pancreáticas de Langerhans, o diabetes Mellitus apresenta geralmente intimidade a fatores tais como hereditariedade, determinando se os indivíduos desenvolverão ou não a doença. Este projeto propõe a formação de nanopartículas de insulina por dupla emulsificação de homopolímeros de poli (ε-caprolactona) PCL. Através deste sistema de carreadores de fármacos, é possível o controle sobre fatores tais como liberação do fármaco no organismo ou mesmo relacionados à sua meia vida. A caracterização das partículas obtidas após o processo de dupla emulsificação é feita através de análise em HPLC, assim como efetividade de encapsulamento e degradação. O tamanho das partículas será verificado através da Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) e o potencial ZETA determinado.

Nanopartículas - Insulina - Hplc

B0192

INVESTIGAÇÃO DO POTENCIAL DE CARCINOGÊNESE NA MUCOSA DO ESÔFAGO CERVICAL E TRANSIÇÃO ESÔFAGO-GÁSTRICA DE RATOS WISTAR EXPOSTOS AO FUMO E À SIMULAÇÃO DE REFLUXO COM ÁCIDO E PEPSINA


José Helio Zen Junior (Bolsista PIBIC/CNPq), Jose Alexandre Colli Neto, Andre Del Negro (Co-orientador) e Prof. Dr. Nelson Adami Andreollo (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A associação do tabagismo e etilismo com as neoplasias malignas do trato aero-digestivo superior é bem conhecida há anos. Entretanto, recentemente outros fatores de risco têm despertado crescente interesse no estudo da etiopatogenia do carcinoma epidermóide desta região, principalmente os refluxos gastroesofágico (RGE) e faringolaríngeo (RFL), os quais têm como agente irritante da mucosa o ácido clorídrico. Além disso, deve ser ressaltado a importância dos nitratos, presentes na secreção salivar, os quais em contato com o pH ácido do estômago, podem ser convertidos em nitrosaminas, que possuem ação co-promotora na carcinogênese esofágica. O objetivo deste trabalho é desenvolver modelo experimental de indução de neoplasias malignas no trato aero-digestivo superior de ratos Wistar e demonstrar a ação carcinogênica do ácido clorídrico sobre a mucosa da transição esôfago-gástrica, potencializado pela pepsina. Essas substâncias são aplicadas na mucosa esofágica superior e inferior dos ratos, simulando o refluxo gastroesofágico, associado à exposição da mucosa ao risco à fumaça do cigarro. Simulando o refluxo gastroesofágico, este modelo animal de experimentação pode confirmar a ação lesiva do ácido clorídrico e pepsina na gênese do adenocarcinoma na transição esofagogástrica.

Tabagismo - Refluxo gastroesofágico - Transiçao esofago-gástrica

B0193

PERCEPÇÕES DOS MÉDICOS RESIDENTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA UNICAMP SOBRE A HOMEOPATIA


Alessandra Rodrigues Fiuza (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Nelson Filice de Barros (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A revisão bibliográfica sobre a prática da homeopatia e o seu ensino no Brasil, em comparação com o cenário mundial, mostrou a necessidade da discussão sobre essa prática no meio médico. Essa pesquisa tem como objetivo analisar a percepção dos médicos residentes da FCM/Unicamp sobre os princípios homeopáticos, sobre a inserção da homeopatia como disciplina na graduação e como programa de residência médica. O estudo utiliza metodologia quantitativa, com aplicação de questionário com questões fechadas em uma amostra de 176 médicos residentes escolhidos por meio da amostragem aleatória sistemática entre todos os matriculados no COREME - FCM/UNICAMP em 2008. A digitação e análise dos dados foram realizadas em um banco de dados no programa EPI-INFO versão 6.04d. Os dados analisados mostraram que todos os entrevistados conhecem algum tipo de Medicinas Alternativas e Complementares (MAC), que 94,3% usam ou já usaram algum tipo de MAC e que a homeopatia foi a terceira prática mais conhecida e utilizada pelos médicos residentes. Quanto aos princípios fundamentais da homeopatia, concluiu-se que são desconhecidos pelos médicos residentes da FCM e inferiu-se que essa carência de informações pode justificar o preconceito com que essa prática é tratada no meio acadêmico.

Homeopatia - Residência médica - Medicinas alternativas

B0194



Compartir con tus amigos:
1   ...   42   43   44   45   46   47   48   49   ...   95


La base de datos está protegida por derechos de autor ©psicolog.org 2019
enviar mensaje

enter | registro
    Página principal


subir archivos