Universidade estadual de campinas


QUALIDADE DE VIDA X CIRURGIA DE EPILEPSIA DE LOBO TEMPORAL NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA



Descargar 4.56 Mb.
Página45/95
Fecha de conversión03.12.2017
Tamaño4.56 Mb.
1   ...   41   42   43   44   45   46   47   48   ...   95

QUALIDADE DE VIDA X CIRURGIA DE EPILEPSIA DE LOBO TEMPORAL NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA


Isabella da Costa Gagliardi (Bolsista FAPESP), Catarina A. Guimarães (Co-orientadora) e Profa. Dra. Marilisa Mantovani Guerreiro (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Introdução: A epilepsia pode influenciar a qualidade de vida (QV) dos pacientes. A epilepsia de lobo temporal (ELT) é freqüentemente refratária aos medicamentos, o que influi negativamente na QV. A cirurgia pode ser uma forma de melhorar as crises e a QV. Objetivo: O objetivo desse trabalho foi verificar a QV de crianças e adolescentes com ELT antes e após a cirurgia para epilepsia. Método: Utilizou-se questionário semi-estruturado na avaliação pré e pós-cirúrgica de 13 pacientes. Os dados obtidos foram analisados através do teste de Wilcoxon.Resultados: A análise mostrou que houve melhora geral significativa da qualidade de vida no pós-operatório. Observou-se melhora nos aspectos gerais de saúde, efeitos negativos da medicação antiepiléptica e no relacionamento com os pais. Atividade física, comportamento emocional, e desempenho cognitivo, social e escolar não apresentaram melhora estatisticamente significativa entre o pré e o pós-operatório. Conclusão: A cirurgia de epilepsia, quando bem indicada, melhora a qualidade de vida dos pacientes com ELT.

Epilepsia - Qualidade de Vida - Cirurgia

B0187

ANÁLISE DE DEMANDA E A CONSTRUÇÃO DE DIRETRIZES PARA AVALIAR INDICAÇÃO DE PSICOTERAPIA PSICANALÍTICA NO HC-UNICAMP


Julio Cesar Lazaro (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Mario Eduardo Costa Pereira (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A Psicanálise foi umas das maiores inovações no campo médico do século passado, influenciando a Medicina e a Psiquiatria com seus conceitos e prática. Com este trabalho, analisamos o Serviço de Psicanálise (SP) do HC-Unicamp, descrevendo sua atuação como baluarte do atendimento psicanalítico em ambiente institucional público, seu impacto no quadro clínico dos pacientes encaminhados pelo Ambulatório de Psiquiatria da Unicamp e prover uma devolutiva ao Ambulatório com diretrizes para o encaminhamento e uso do SP. Utilizamos fichas de entrada e saída dos pacientes, pautadas em impressões clínicas dos terapeutas que os atenderam, para descrever os atendimentos e quantificar objetivamente melhora ou não com o tratamento analítico. Foram feitas entrevistas com os médicos residentes do Ambulatório de Psiquiatria para avaliar seus critérios individuais de indicação. Assim, observamos que a maioria dos pacientes não obtinham benefícios claros com o atendimento no SP, e que na maioria das vezes tal desfecho se devia a indicação imprecisa dos residentes. Propusemos, assim, algumas diretrizes para indicação de terapia psicanalítica, como triagem funcionamento psicológico e de implicação, visando otimizar o uso dessa ferramenta, com melhora na condução geral dos pacientes.

Psicanálise - Instituição - Psicoterapia

B0188

EFEITO DO INIBIDOR DA ENZIMA CONVERSORA DE ANGIOTENSINA RAMIPRIL SOBRE OBESIDADE INDUZIDA POR DIETA


Bruna Porto Perrella (Bolsista PIBIC/CNPq), Sandra Cristina Amaya, Dennys Esper Cintra e Prof. Dr. Mario José Abdalla Saad (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Em trabalho anterior, verificamos que o Captopril, possui além de seus efeitos clássicos, ação sobre a via de sinalização de insulina, a lipogênese e a inflamação subclínica que se associa à obesidade abdominal. A fim de verificar se os esses efeitos são exclusivos do Captopril ou inerente aos inibidores da ECA, o presente estudo tem como objetivo testar o Ramipril, em seus efeitos quanto à obesidade, inflamação e sensibilidade à insulina. Objetivo: Investigar o efeito do Ramipril nas vias de transdução do sinal de insulina, além das proteínas lipogênicas e de algumas adipocitoquinas. Materiais e Métodos: Camundongos Swiss machos em: dieta padrão (DP), dieta hiperlipídica (DH) e DH mais Ramipril. Teste de tolerância à insulina (ITT) e à glicose (GTT). Amostragem de gordura para estudos anatomo-patológicos. Tecidos musculares, hepáticos e adiposos para análise molecular. Resultados: Os animais tratados com Ramipril apresentaram menor ganho ponderal e baixo desenvolvimento de tecido adiposo. Esses animais apresentam melhor metabolização de glicose, com resposta semelhante à do grupo DP nos testes ITT e GTT. Conclusão: Os resultados sugerem que o Ramipril apresenta além dos efeitos anti-hipertensivos, efeitos benéficos sobre a ação da insulina, a metabolização da glicose e o desenvolvimento de tecido gorduroso em camundongos.

Ramipril - Obesidade - Insulina

B0189

EFEITO DO CARVEDILOL SOBRE A AÇÃO INSULÍNICA EM TECIDO MUSCULAR E HEPÁTICO DE RATOS WISTAR


José Carlos de Barros Júnior (Bolsista IC CNPq) e Prof. Dr. Mario José Abdalla Saad (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Carvedilol, um beta-bloqueador não-seletivo de terceira geração, tem sido relacionado à melhora na sensibilidade insulínica, em estudos recentes. Entretanto, os mecanismos responsáveis por este efeito ainda não são conhecidos. Deste modo, este estudo tem como objetivo investigar o efeito do carvedilol sobre a via da insulina e outros mecanismos moleculares. MÉTODOS: Foram avaliados a sensibilidade insulínica (Kitt), tolerância à glicose (OGTT) e a fosforilação da IRS-1 em resíduos de serina, assim como a associação entre PI 3-quinase, PTP-1B, GSK-3 e AMPK em fígado e músculo esquelético de ratos Wistar tratados agudamente com carvedilol (25 mg/kg), usando imunoprecipitação com anticorpos antipeptídeo para PTP-1B, e immunoblotting com anticorpos anti-PI 3-quinase, anti p-GSK-3, p-AMPK e p-ERK.. RESULTADOS: Verificamos que o tratamento agudo com carvedilol resultou em uma significativa melhora na sensibilidade insulínica, caracterizada por um aumento na taxa de decréscimo da glicemia plasmática no teste de tolerância à insulina. Este aumento na sensibilidade à insulina foi associado com um aumento insulino-dependente na via da AKT-GSK-3 em fígado e músculo de ratos tratados com carvedilol em paralelo com um decréscimo na via inflamatória (JNK e IKK), relacionada à resistência à insulina. Nossos dados também mostram uma melhora na tolerância à glicose caracterizada por uma redução da glicose plasmática no tempo 120 minutos, durante o teste de tolerância à glicose (OGTT). CONCLUSÃO/DISCUSSÃO: Este trabalho demonstra que, mantendo o tratamento com carvedilol, existe melhora na sensibilidade insulínica, acompanhada por um aumento na fosforilação da AKT e GSK-3 com decréscimo na via inflamatória (JNK e IKK) relacionada à resistência insulínica. Assim, estes resultados nos auxiliam na elucidação de hipóteses para explicar o mecanismo pelo qual o tratamento com carvedilol melhora a sensibilidade à insulina.

Insulina - Resistência insulínica - Carvedilol

B0190



Compartir con tus amigos:
1   ...   41   42   43   44   45   46   47   48   ...   95


La base de datos está protegida por derechos de autor ©psicolog.org 2019
enviar mensaje

    Página principal
Universidad nacional
Curriculum vitae
derechos humanos
ciencias sociales
salud mental
buenos aires
datos personales
Datos personales
psicoan lisis
distrito federal
Psicoan lisis
plata facultad
Proyecto educativo
psicol gicos
Corte interamericana
violencia familiar
psicol gicas
letras departamento
caracter sticas
consejo directivo
vitae datos
recursos humanos
general universitario
Programa nacional
diagn stico
educativo institucional
Datos generales
Escuela superior
trabajo social
Diagn stico
poblaciones vulnerables
datos generales
Pontificia universidad
nacional contra
Corte suprema
Universidad autonoma
salvador facultad
culum vitae
Caracter sticas
Amparo directo
Instituto superior
curriculum vitae
Reglamento interno
polit cnica
ciencias humanas
guayaquil facultad
desarrollo humano
desarrollo integral
redes sociales
personales nombre
aires facultad