Universidade estadual de campinas


QUEIXAS RESPIRATÓRIAS, CONDIÇÕES DE TRABALHO E PERFIL DE TRABALHADORES DE EMPRESA DE PLANTAÇÃO DE FLORES EM ANDRADAS - MG



Descargar 4.56 Mb.
Página40/95
Fecha de conversión03.12.2017
Tamaño4.56 Mb.
1   ...   36   37   38   39   40   41   42   43   ...   95

QUEIXAS RESPIRATÓRIAS, CONDIÇÕES DE TRABALHO E PERFIL DE TRABALHADORES DE EMPRESA DE PLANTAÇÃO DE FLORES EM ANDRADAS - MG


Flávia Nemézio Mariotto (Bolsista IC CNPq), Ricardo Dourado Rueda e Profa. Dra. Maria Inês Monteiro (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A agricultura é um setor de grande importância mundial e apesar de sua modernização, emprega milhares de trabalhadores pelo mundo. Mesmo assim, há pouco interesse no estudo de aspectos da saúde e segurança desses trabalhadores já que há muitos estudos estão relacionados ao desenvolvimento de novas tecnologias para o aumento da produção na agrícola, desconsiderando os impactos à saúde e à segurança do trabalhador. Este estudo teve por objetivo identificar as condições de trabalho, queixas respiratórias e perfil dos trabalhadores de empresa de flores na cidade de Andradas – MG. Trata-se de um estudo transversal realizado com 100 trabalhadores rurais, utilizado um questionário com dados sociodemográficos, aspectos de saúde e questões relativas a doenças respiratórias, sendo aplicado a todos que estivessem de acordo com o termo de consentimento livre e esclarecido. Dos entrevistados, 9% afirmaram ter sinusite, 3% asma, 21% rinite, 6% relataram ter falta de ar, 41% afirmaram ter crise de espirro e coceira no nariz durante o dia de trabalho. 73% dos trabalhadores manifestaram pelo menos um episódio de gripe ou resfriado nos últimos seis meses. É necessário que haja uma organização maior da atenção básica à saúde do trabalhador rural no âmbito do SUS para que sejam realizadas ações de prevenção e promoção à saúde e não apenas medidas paliativas que visam a cura da doença já estabelecida

Trabalhador rural - Saúde do trabalhador - Plantação de flores

B0167

CONDIÇÕES DE TRABALHO E ESTILO DE VIDA DE MOTORISTAS DE TAXI EM SÃO PAULO


Luciana Tiemi Kuranishi Ferreira (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Maria Inês Monteiro (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Esta pesquisa teve como objetivo traçar o perfil de motoristas de táxi que trabalham como autônomos ou em cooperativas e identificar as condições de saúde, trabalho e estilo de vida desses profissionais, buscando-se relacionar fatores de risco e especificidades da profissão e condições de saúde. Trata-se de um estudo transversal realizado com taxistas na cidade
de São Paulo. Os dados foram inseridos no Programa Excel® e foi realizada análise descritiva dos dados. Observou-se que todos os entrevistados eram do sexo masculino, com faixa etária predominante de 41 a 50 anos, sendo a maioria com ensino médio completo e jornada de trabalho predominante de 12 horas diárias. O trânsito foi mencionado como principal fator de cansaço e desgaste no trabalho, visto que estão expostos a diversos estressores como
congestionamento e longas horas dirigindo. Conclui-se, com isso, que a garantia de melhores condições de trabalho, independente do vínculo empregatício, pode proporcionar melhor qualidade de vida a esses profissionais.

Condições de trabalho - Motoristas - Motoristas de táxi

B0168

CONDIÇÕES DE TRABALHO E ESTILO DE VIDA ENTRE TRABALHADORES DE UMA FUNDIÇÃO NO INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO


Natália Alvario Marques (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Maria Inês Monteiro (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
OBJETIVO: Traçar o perfil sociodemográfico, condições de trabalho e estilo de vida entre trabalhadores de uma fundição numa cidade do interior do Estado de São Paulo. MÉTODO: Estudo epidemiológico transversal com amostra composta por funcionários que aceitaram participar da pesquisa, totalizando 48 trabalhadores. Foi utilizado um questionário com dados sociodemográficos, estilo de vida, trabalho e aspectos de saúde (Monteiro, 2006) para coleta de dados. Os questionários foram aplicados pela autora e foi usado o termo de consentimento livre e esclarecido. Foi realizada estatística descritiva e testes estatísticos. RESULTADOS: Entre os entrevistados, 45 eram do sexo masculino (93,75%). Onze trabalhadores (22,9%) tinham idade inferior a 30 anos, 17 (35,4%) entre 30 e 39 anos, e 20 (41,6%) tinham mais que 40 anos. Em relação ao estado civil a maioria era casada 32 (66,6%). Ao analisar a escolaridade, não havia trabalhadores analfabetos, 24 deles (50%) tinham ensino fundamental incompleto, sete (14,6%) tinham o ensino fundamental completo, um (2,08%) tinha o ensino médio incompleto, 13 (27,08%) tinham o ensino médio completo, e três (6, 25%) tinham o ensino universitário (cursando ou já formados). Medidas de promoção a saúde no trabalho são importantes tanto para os trabalhadores quanto para a empresa.

Saúde e trabalho - Saúde do trabalhador - Fundições

B0169

CONDIÇÕES DE TRABALHO E SAÚDE ENTRE TRABALHADORES DE USINA DE AÇÚCAR E ÁLCOOL


Natália Priscila Chaves (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Maria Inês Monteiro (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Apesar da grande importância das atividades agrícolas o número de estudos sobre o tema é pequeno. Este estudo tem por objetivo os principais problemas de saúde dos trabalhadores rurais. Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica desenvolvido por meio de consulta a base de dados eletrônica – Medline e Lilacs. No trabalho no campo, do ponto de vista da organização do processo de trabalho, os dados demonstraram percentual elevado de desconhecimento dos riscos da exposição, bem como a não utilização de equipamentos de proteção individual Dentre os principais riscos a que estão expostos esses trabalhadores devem ser destacados: uso de agrotóxicos, cargas laborais como cargas físicas, químicas, biológicas, mecânicas, fisiológicas e cargas psíquicas. O trabalhador rural realiza movimentos que favorecem o aparecimento de doenças do trabalho como dores no corpo, tendinites, bursites e problemas de coluna, além de distúrbios hidroletrolíticos relacionados a sudorese excessiva.

Saúde do trabalhador - Trabalhadores rurais - Agroindústria canavieira

B0170



Compartir con tus amigos:
1   ...   36   37   38   39   40   41   42   43   ...   95


La base de datos está protegida por derechos de autor ©psicolog.org 2019
enviar mensaje

    Página principal
Universidad nacional
Curriculum vitae
derechos humanos
ciencias sociales
salud mental
buenos aires
datos personales
Datos personales
psicoan lisis
distrito federal
Psicoan lisis
plata facultad
Proyecto educativo
psicol gicos
Corte interamericana
violencia familiar
psicol gicas
letras departamento
caracter sticas
consejo directivo
vitae datos
recursos humanos
general universitario
Programa nacional
diagn stico
educativo institucional
Datos generales
Escuela superior
trabajo social
Diagn stico
poblaciones vulnerables
datos generales
Pontificia universidad
nacional contra
Corte suprema
Universidad autonoma
salvador facultad
culum vitae
Caracter sticas
Amparo directo
Instituto superior
curriculum vitae
Reglamento interno
polit cnica
ciencias humanas
guayaquil facultad
desarrollo humano
desarrollo integral
redes sociales
personales nombre
aires facultad