Universidade estadual de campinas


PERITONITE BACTERIANA ESPONTÂNEA EM PACIENTES CIRRÓTICOS: ANÁLISE MULTIVARIADA DE PARÂMETROS CLÍNICO-LABORATORIAIS RELACIONADOS À MORTALIDADE NESTA CONDIÇÃO CLÍNICA



Descargar 4.56 Mb.
Página25/95
Fecha de conversión03.12.2017
Tamaño4.56 Mb.
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   95

PERITONITE BACTERIANA ESPONTÂNEA EM PACIENTES CIRRÓTICOS: ANÁLISE MULTIVARIADA DE PARÂMETROS CLÍNICO-LABORATORIAIS RELACIONADOS À MORTALIDADE NESTA CONDIÇÃO CLÍNICA


Rafael Dias Lópes (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Elza Cotrim Soares (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A ocorrência de peritonite bacteriana espontânea (PBE) aumenta a morbi-mortalidade em indivíduos com cirrose hepática. Objetivos: Análise dos episódios de PBE em portadores de cirrose hepática atendidos no Hospital das Clínicas da Unicamp, estudo da sobrevida e dos fatores de risco para o óbito. Método: Das internações de pacientes com cirrose hepática, referentes ao período de 2003 a 2007, foram selecionados os pacientes que apresentaram critérios para o diagnóstico de PBE, investigando-se entre outras informações, os escores Child e MELD, a curva de sobrevida dos pacientes, evolução para o óbito e fatores de risco para este evento. Análise estatística realizada: testes Qui-Quadrado, exato de Fisher e Mann-Whitney. A análise de regressão logística, com modelos uni e multivariados, e análise de regressão de Cox foram aplicados. Resultados: De 1104 internações pesquisadas, foram encontradas 57 episódios de PBE (5,16%), com 14 delas evoluindo para o óbito (24,5%). Foi possível isolar os agentes etiológicos em 29 internações (50,8%) predominando entre estes E. coli e Klebsiela pneumoniae. Tiveram associação significante com o óbito: MELD entre 1-25 (p<0,049), creatinina > 1,2 (p<0,005). Conclusão: A PBE aumentou a mortalidade em pacientes cirróticos internados, sugerindo a necessidade de maior atenção a este grupo de indivíduos, e reavaliação contínua dos protocolos de tratamento.

Peritonite bacteriana espontânea - Cirrose hepática - Mortalidade

B0107

FLUXO DE ENCAMINHAMENTO, PERFIL CLÍNICO E EVOLUTIVO DE CANDIDATOS A DOADORES DE SANGUE COM SOROLOGIA REAGENTE PARA DOENÇA DE CHAGAS IDENTIFICADOS NO HEMOCENTRO/UNICAMP/CAMPINAS/SP


Juliana Faleiros Garcia (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Eros Antonio de Almeida (Orientador), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
A doença de Chagas é causada pelo protozoário Trypanossoma cruzi e tem como segunda principal forma de transmissão a transfusional, a qual já foi responsável por 8 a 18% dos casos. O Hemocentro da UNICAMP tem um importante papel na triagem de candidatos a doadores de sangue, através da realização do teste ELISA para Chagas. Os pacientes com sorologia positiva são encaminhados para o GEDoCh, ambulatório do Hospital de Clínicas que é referência no tratamento de chagásicos. O presente estudo analisa esse fluxo de pacientes no período de 01/01/2005 a 30/06/2007. A freqüência de sorologia reagente para Doença de Chagas encontrada no Hemocentro foi de aproximadamente 0,6% dos candidatos a doadores de sangue. Será verificado se os mesmos procuraram o serviço do GEDoCh para acompanhamento através de consulta em um sistema eletrônico. Dos que o tiverem feito, serão analisados os prontuários para coletar informações, como algumas variáveis (sexo, idade, cor, naturalidade e procedência) e os perfis clínico e evolutivo da doença nesses indivíduos, as quais serão utilizadas para análise estatística.

Doença de Chagas transfusional - Prontuários - Fluxo de encaminhamento

B0108

INTERCORRÊNCIAS CLÍNICAS EM MULHERES QUE SOBREVIVERAM AO CÂNCER DE MAMA


Elen Falcochio Coura (Bolsista PIBIC/CNPq), Luis Otávio Zanatta Saraian, Carlos Rivoredo, Ellen Elizabeth Hardy e Profa. Dra. Fátima Aparecida Böttcher Luiz (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Os recentes avanços da oncologia têm aumentado o número de sobreviventes de neoplasia. Sendo uma aquisição recente da medicina moderna, os dados da literatura sobre o assunto são ainda incipientes. A extensão da sobrevida dos acometidos de neoplasia, em especial de câncer mamário, gera um amplo campo de incertezas e discussões acerca das conseqüências do tratamento, sobre a qualidade de vida, a possibilidade de recidivas e a manifestação de um segundo tumor. Este trabalho objetiva determinar quais as intercorrências clínicas que acometem as sobreviventes do câncer de mama e suas relações com o tratamento recebido, idade, estadio clínico e características biológicas do tumor. Para tanto, estão sendo revisados os prontuários de mulheres com menos de sessenta anos, acometidas por carcinoma ductal invasivo de mama e que tenham sobrevida superior a cinco anos. Os dados obtidos são compilados em formulários escritos, repassados em formulário pré-testado, digitalizados no programa Epiinfo e, posteriormente, analisados estatisticamente para estabelecer a freqüência de eventos segundo as variáveis mencionadas. Pretendem-se estabelecer perfis de intercorrências clínicas em função das características do tumor e do tratamento preconizado, fornecendo subsídios para prevenção de sequelas, de recidivas a longo prazo e de manifestação de tumores primários subsequentes.

Câncer de mama - Sobrevida - Intecorrências

B0109

AVALIAÇÃO DA VIA DE PARTO E MÉTODOS DE PREPARO CERVICAL/ MÉTODOS DE INDUÇÃO NAS MULHERES SUBMETIDAS À INDUÇÃO DE PARTO NO CAISM/UNICAMP


José Armando Zampar Cortez (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Fernanda Garanhani de Castro Surita (Orientadora), Faculdade de Ciências Médicas - FCM, UNICAMP
Com objetivo de conhecer a porcentagem de partos induzidos e qual tipo de preparo de colo/indução utilizados, e o desfecho desses casos (via de parto), será realizado um estudo do tipo caso-controle analisando-se prontuários e coletando dados em fichas pré-codificadas, criadas para este fim. Os casos serão selecionados através de busca ativa de mulheres admitidas e/ou internadas no CAISM – UNICAMP para indução de parto e os controles com trabalho de parto iniciado espontaneamente, selecionados a partir do caso índice. Também serão estudados resultados maternos e perinatais e características obstétricas desses grupos, comparando-se o grupo com parto induzido com o outro de trabalho de parto iniciado espontaneamente. Cada um desses terá tamanho amostral de 75 indivíduos. O período do estudo será aquele necessário para incluirmos 75 mulheres por grupo estimado em 5 a 6 meses. Estudo já aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa do DTG/CAISM e início da coleta de dados prevista para junho/2009. Para a análise dos resultados, inicialmente será realizada análise descritiva, com cálculos de médias e desvios-padrão para variáveis contínuas como idade materna, paridade e idade gestacional. Qui-quadrado e teste t Student para a comparação dos grupos.

Indução de parto - Preparo de colo - Métodos de indução

B0110



Compartir con tus amigos:
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   95


La base de datos está protegida por derechos de autor ©psicolog.org 2019
enviar mensaje

    Página principal
Universidad nacional
Curriculum vitae
derechos humanos
ciencias sociales
salud mental
buenos aires
datos personales
Datos personales
psicoan lisis
distrito federal
Psicoan lisis
plata facultad
Proyecto educativo
psicol gicos
Corte interamericana
violencia familiar
psicol gicas
letras departamento
caracter sticas
consejo directivo
vitae datos
recursos humanos
general universitario
Programa nacional
diagn stico
educativo institucional
Datos generales
Escuela superior
trabajo social
Diagn stico
poblaciones vulnerables
datos generales
Pontificia universidad
nacional contra
Corte suprema
Universidad autonoma
salvador facultad
culum vitae
Caracter sticas
Amparo directo
Instituto superior
curriculum vitae
Reglamento interno
polit cnica
ciencias humanas
guayaquil facultad
desarrollo humano
desarrollo integral
redes sociales
personales nombre
aires facultad