Universidade estadual de campinas


Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo



Descargar 4.56 Mb.
Página76/95
Fecha de conversión03.12.2017
Tamaño4.56 Mb.
1   ...   72   73   74   75   76   77   78   79   ...   95

Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo

H0626

LEVANTAMENTO A ANÁLISE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS RELACIONADAS À HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL EM ÁREAS CENTRAIS DE SÃO PAULO - PERÍODO DE 2000 A 2008


Carolina Contiero Talarico (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Leandro Silva Medrano (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Para a grande maioria da população que habita a região central da cidade de São Paulo -- que constrói e mantém viva essa metrópole – os problemas de moradia vêm de longa data. O mercado, que sequer supre as necessidades dos setores de classe média e média baixa, não constitui alternativa para a população com baixos salários, relações de trabalho precárias e afetadas pela falta de oferta de emprego formal. A luta pelo acesso à terra urbanizada na cidade, com infra-estrutura e serviços de qualidade, assim como pelo acesso a financiamentos compatíveis com a capacidade de pagamento dos trabalhadores mais pobres da cidade, mantém-se e se acirra como pauta por melhores condições de vida. A importância da questão da habitação na área central motivou a formação de uma comissão de estudos sobre o tema na Câmara Municipal de São Paulo. Seu objetivo foi analisar a situação da área consolidada da cidade, em particular o seu esvaziamento, imobiliário e populacional, e propor medidas para incrementar o uso habitacional na região, em particular no que se refere à moradia de interesse social. Novas propostas de políticas públicas foram introduzidas, e tal iniciativa se insere no contexto da renovação significativa ocorrida na Câmara Municipal, com eleição de novos vereadores e busca de um novo papel para o legislativo. O presente projeto pretende organizar um levantamento a análise das políticas públicas relacionadas à habitação de interesse social na área central de São Paulo. Também foi realizado o estudo do Conjunto Habitacional Nova Jaguaré, que tem seu uso destinado à habitação social.

Habitação social - Habitação centro São Paulo - Legislação habitação social

H0627

DISPERSÃO URBANA. CONCEITOS E CONTEXTO. UM ESTUDO SOBRE A CIDADE DE CAMPINAS


Marina Varella Borges (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Leandro Silva Medrano (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
A região metropolitana de Campinas é atualmente constituída por 19 municípios e 2,3 milhões de habitantes. Seu processo de expansão deu-se pela criação de núcleos isolados baseados na lógica da especulação da terra. Esse processo de crescimento vai além da questão metropolitana, o processo de crescimento metapolitano, termo cunhado pelo francês Ascher, trata do aumento e expansão das cidades além da forma física, ele vai além, trata das relações entre a multipilicidade e a heterogeneidade dentro da cidade, como as ações dinâmicas deslocam e criam novos espaços. É uma realidade além da metrópole. Na região sudoeste de Campinas insere-se a análise realizada, o bairro Campos Elíseos. O local é exemplar dentro das questões discutidas de continuidade e movimento espacial, um exemplo de crescimento que promove a abertura para questionamentos sobre a lógica de construção do espaço. É um local de fragmentos, onde há infra-estrutura, porém não há a continuidade, há quebras, barreiras. Essa infra-estrutura é um suporte, uma potencialidade que deve ser explorada a fim de capacitar o local e criar uma possível centralidade a fim de integrar o território e discutir suas relações.

Dispersão - Urbana - Urbanismo

H0628

HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL EM CENTROS URBANOS. ANÁLISE E LEVANTAMENTO GRÁFICO DOS PROJETOS PREMIADOS COM MENÇÃO HONROSA NO CONCURSO HABITASAMPA (2004), VERSÃO BARRA FUNDA – SÃO PAULO


Natália Amgarten Simão (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Leandro Silva Medrano (Orientador), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo - FEC, UNICAMP
Em todas as grandes cidades, assim como em São Paulo, os centros históricos perderam parte significativa de seus moradores, e de sua qualidade urbana. O programa “Morar no Centro”, desenvolvido na gestão 2001-2004 pela Secretaria Municipal da Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sehab) e Cohab-SP do município, foi uma importante política pública de reabilitação dos bairros centrais da cidade de São Paulo, e teve por objetivo intervir nos problemas habitacionais da região, melhorando as condições de habitação da população já residente, promovendo a inclusão social da população de baixa renda ao cenário urbano formal e atraindo novos moradores para a região. O Concurso HabitaSampa (2004) foi mais uma ação do programa “Morar no Centro”, planejado para atrair novos moradores e regularizar a situação de quem vive em habitações precárias no centro de São Paulo. O evento abriu espaço para que profissionais de arquitetura apresentassem projetos visando à construção de conjuntos habitacionais na Rua Cônego Eugênio Marino (Barra Funda) e na Rua da Assembléia (próxima à Catedral da Sé) para locação social. Esta pesquisa visa o levantamento gráfico e análise dos seis projetos com menção honrosa na versão Cônego Eugênio Marino (Barra Funda) do concurso, como complemento às análises e levantamentos já realizados dos projetos vencedores.

Habitação social - Concurso habitasampa - Barra Funda, São Paulo



Faculdade de Educação Física

H0629

TIPOS DE INFLUÊNCIAS DOS PAIS E DA FAMÍLIA NA ESCOLHA PELA INICIAÇÃO ESPORTIVA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO FUTEBOL


Michele Negrello (Bolsista SAE/UNICAMP) e Prof. Dr. Ademir De Marco (Orientador), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
Atualmente o esporte nas suas diversas modalidades constitui-se num fenômeno que atrai milhões de pessoas em todo o mundo. No caso específico do Brasil, temos o futebol como o esporte de massa e que mais atrai admiradores e praticantes, nos seus diversos níveis, recreativo, amador e profissional. O atual modelo que predomina na administração do futebol, enquanto uma das modalidades que mais rende em termos de lucro tanto para os empresários como para os clubes e jogadores, tem atraído o interesse por parte de crianças e dos pais e das famílias como um todo. Na sociedade contemporânea a influência dos pais é muito grande na vida das crianças e adolescentes. Tal influência pode ser positiva ou negativa e infelizmente em relação ao esporte, os malefícios são constantemente encontrados. Diante deste quadro, este estudo teve por objetivo analisar as influências dos pais e da família sobre a decisão de crianças e adolescentes em optarem pela iniciação esportiva no futebol. A metodologia adotada foi a aplicação de um questionário para as crianças e adolescentes e de outro questionário para os pais, a fim de confrontar se as expectativas coincidem ou não e em que medida os pais realmente estão contribuindo para a efetiva formação esportiva de seus filhos.

Iniciação esportiva - Criança - Futebol

H0630

ESTUDO DA AGRESSIVIDADE NO ENSINO NÃO-FORMAL


Adriana Maria Miranda Linares (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Elaine Prodócimo (Orientadora), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
A agressividade e a violência na sociedade têm, cada vez mais, influenciado no cotidiano escolar. Este estudo teve como objetivo compreender e analisar as manifestações e principais contextos da agressividade na educação não-formal.Como metodologia de pesquisa utilizamos a abordagem qualitativa, por meio da observação de alunos que freqüentam uma instituição não-formal de ensino, durante a “Oficina do Movimento”, ou seja, momento de realização de atividades físicas ministradas por professores da área, durante 3 meses, totalizando 11 sessões; além das observações foram feitas entrevistas com professores, psicólogo, coordenadora pedagógica e diretora, no total de cinco entrevistas. Os resultados apontaram que as manifestações agressivas no ensino não-formal ocorreram por meio de provocações e xingamentos durante o contexto de jogos tendo como referência as habilidades motoras e características pessoais; a presença de profissional especializado (psicólogo) e o objetivo da instituição de não ser voltada para a transmissão de conteúdos, poderia favorecer um trabalho voltado para a formação do sujeito, porém, observou-se a dificuldade nesse processo. Portanto concluímos que é importante que haja estudos que tratem desse tema não apenas na escolaridade regular mas que também analisem as possibilidades nesse âmbito de ensino.

Agressividade - Ensino não-formal - Relações pessoais

H0631

ESTUDO DA AGRESSIVIDADE ENTRE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL I, EM ESCOLAS COM LINHAS PEDAGÓGICAS DIFERENTES


Rebeca Signorelli Miguel (Bolsista PIBIC/CNPq) e Profa. Dra. Elaine Prodócimo (Orientadora), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
O estudo teve como objetivo analisar a ocorrência da agressividade entre alunos de 1ª a 4ª séries (2° a 5° anos) do ensino fundamental em escolas com linhas pedagógicas distintas, sendo uma tradicional e outra com abordagem construtivista. Este objetivo pauta-se no interesse em investigar se diferentes pedagogias influenciam, atuando como possíveis geradoras ou na resolução de conflitos entre os alunos, e/ou no modo de intervir quando tais manifestações se fazem presentes. Para tal estudo foram realizadas entrevistas com o coordenador pedagógico, 2 professores generalistas, 1 professor de educação física e 3 alunos de cada escola, além de observações sem intervenções no recreio escolar. A partir dos dados coletados foi realizada análise dos discursos e dos relatórios obtidos no recreio. No decorrer da pesquisa comprovou-se a constância das manifestações agressivas no meio escolar, além disso, percebeu-se que o ambiente da escola influencia os comportamentos agressivos assim como suas soluções. Os atos agressivos aconteceram, muitas vezes, precedendo algum tipo de aproximação, isso ocorre possivelmente pelo fato das crianças terem dificuldade em iniciar um contato com um colega. Este estudo revelou-nos a importância de um trabalho, independente da linha pedagógica adotada pela escola, com relação às questões sociais dos alunos, um trabalho que envolva o conhecimento de si mesmo e do outro, como forma de tratar com os relacionamentos interpessoais.

Agressividade - Pedagogias - Crianças

H0632

FUTEBOL FEMININO, SOCIEDADE E GÊNERO: O GUARANI FUTEBOL CLUBE


Rodrigo Martinelli Ferreira (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Heloisa Helena Baldy dos Reis (Orientadora), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
O futebol possui grande importância para a sociedade brasileira e mundial. Contudo, apesar de muitos estudiosos considerarem o futebol um espaço democrático, o vemos como um espaço ainda de exclusão. Apesar dos grandes avanços e da crescente inserção das mulheres em todos os campos sociais, incluindo o esporte, a realidade do futebol feminino no Brasil é completamente diferente para homens e mulheres. A prática do futebol pelas mulheres ainda é circundada por preconceitos, estereótipos, desinteresse por parte dos dirigentes e falta de apoio. Nesse contexto, o Guarani Futebol Clube, um dos pioneiros no país, realiza trabalhos com o futebol feminino desde 1983 até a presente data (com algumas interrupções) e configura uma importante fonte para análise do futebol feminino no país acerca do estado organizacional da modalidade e das dificuldades encontradas pelas praticantes no que tange a condição contemporânea da mulher.

Futebol - Sociedade - Gênero

H0633

FUTEBOL-ARTE E IDENTIDADE NACIONAL NAS CRÔNICAS DE JOÃO SALDANHA


Vitor dos Santos Canale (Bolsista SAE/UNICAMP) e Profa. Dra. Heloisa Helena Baldy dos Reis (Orientadora), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
As crônicas esportivas de João Saldanha são documentos históricos, a partir dos quais, podemos fazer importantes constatações sobre a vida brasileira entre a década de 1960 e 1990. Esta pesquisa analisa como sua crônica contribuiu para a afirmação de que no Brasil se joga um estilo diferente de futebol, o futebol-arte. Percebendo que essa denominação e as observações provenientes dela não foram criadas pelo autor refletiu-se sobre toda a tradição envolvida na criação desta identidade, que remete à década de 1930 tanto com os cronistas esportivos como com a influência sobre o futebol de conceitos sociológicos que tentavam entender e caracterizar o país no período. Assim, a democracia racial, a concepção de uma identidade nacional coesa para todo o território, o primado nacional de um estilo próprio de jogar, que com ginga, envolve técnicas corporais herdadas de danças locais e da prática da capoeira, faz junto com suas reflexões marxistas sobre jogador brasileiro, base para se pensar o homem do país, elemento que apesar de seu atraso frente aos saberes formais de outras nações pode pelas suas peculiaridades, aprendidas numa transmissão de conhecimentos populares, exercer primazia frente a outros países.

Identidade nacional - Futebol-arte - Crïtica esportiva

H0634

A INTERVENÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA JUNTO A ALUNOS DO ENSINO MÉDIO SOBRE O FENÔMENO DO CULTO AO CORPO


Dolores Setuval Assaritti (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Jocimar Daolio (Orientador), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
Considerando que a Educação Física (EF) na escola atua com um conjunto de manifestações culturais ligadas ao corpo e movimento humanos, a chamada cultura de movimento, há que se levar em conta em sua atuação as influências exercidas pelos meios de comunicação, que impõem aos alunos do Ensino Médio um modelo ideal de corpo. Essa pesquisa propôs-se a investigar se os professores de EF atentam para a influência que o fenômeno do culto ao corpo exerce sobre os alunos e como ocorre sua intervenção educativa nas aulas. Inicialmente, foi feita uma revisão bibliográfica sobre a Educação Física Escolar (EFE), o culto ao corpo e os meios de comunicação de massa. Posteriormente, foram realizadas entrevistas com professores da rede pública de ensino de Campinas, SP, atuantes no Ensino Médio. Pôde-se concluir que os professores percebem a temática do culto ao corpo presente no universo dos alunos, influenciando o conteúdo das aulas. Embora atuem sobre esse tema de maneiras diferentes e com recursos variados tais como leitura de texto, aplicação de questionário, apresentação de seminário, todos os professores procuram incorporar esse tema em suas aulas, realizando, segundo eles, um contraponto àquilo que a mídia apresenta. Destaca-se a referência dos professores à nova proposta curricular de EF do Estado de São Paulo, que contempla a temática do culto ao corpo.

Educação fïsíca escolar - Ensino médio - Culto ao Corpo

H0635

A EDUCAÇÃO FÍSICA E AS PRÁTICAS CORPORAIS NO ENSINO MÉDIO: VISÃO DOS ALUNOS, DOS PROFESSORES E DA LEGISLAÇÃO


Camila Neves Corrêa Marques (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Jorge Sergio Pérez Gallardo (Orientador), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
As Orientações Curriculares para o Ensino Médio consideram que um dos papéis da Educação Física seja o de compreender e discutir junto aos jovens, os valores e significados que estão por trás de suas práticas corporais marcadas por diferentes situações e condições sociais, econômicas, morais, culturais, religiosas e étnicas. Este trabalho pretende explicitar uma crítica baseada nas teorias curriculares pós-crítica, em relação à nova Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a Educação Física, recentemente distribuída, a qual acreditamos não ser adequada, pois apresenta uma única forma de cultura a ser veiculada no Ensino Médio. Diante da riqueza de práticas e manifestações culturais da cultura corporal existentes, escolheram de forma hegemônica alguns conteúdos em detrimento das manifestações culturais que são produzidas e consumidas pelos alunos. A metodologia utilizada é a realização de entrevistas com os professores de Ensino Médio de escolas públicas e particulares, a cerca de seu conhecimento a respeito da nova proposta, suas aplicações na escola e problemas com a aplicação; bem como entrevistas com alunos para ver o grau de compreensão e entendimento do que seja a Educação Física escolar para eles. Resultados e conclusões em andamento.

Ensino médio - Práticas corporais - Educação física

H0636

ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO DA CONFEDERAÇÃO DE KUNG FU NO BRASIL E NA CHINA


Hélio Mamoru Yoshida (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. José Júlio Gavião de Almeida (Orientador), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
Visto a massificação do Kung Fu, no Brasil e no Mundo, assim como a qualidade de suas atividades (vide inclusão nas Olimpíadas de Pequim 2008 como esporte demonstrativo, com a participação de diversos países, incluindo o Brasil) entende-se a necessidade de se compreender melhor essa organização no Brasil e, diante das diretrizes internacionais, para o desenvolvimento e o crescimento do Kung Fu no Brasil. Para que se possa atingir o objetivo proposto buscou-se compreender a organização do Kung Fu no Brasil e na China bem como suas divisões e subdivisões.

Kung Fu - Wu Shu - Confederação

H0637

O LAZER NO PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DE CORDEIRÓPOLIS: DEMANDA SOCIAL OU AUSÊNCIA CONSENTIDA?


Juliana Cristina Barandão (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Lino Castellani Filho (Orientador), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
A presente pesquisa objetiva a análise da organização das políticas que definem os espaços, os equipamentos e as atividades de lazer desenvolvidas no município de Cordeirópolis, a partir da organização social da população do município e da sua influência na proposição de políticas públicas. Para tanto, analisamos o contexto e a elaboração do Plano Diretor do município de Cordeirópolis, que ainda se encontra em fase de elaboração, e o espaço que o mesmo possibilita para que a população participe do processo de criação e administração dos espaços de lazer. O caminho metodológico percorrido abrange revisão de literatura, pesquisa documental e realização de entrevista semi-estruturada, com líderes de organizações não-governamentais e associações de bairros, representantes da população, que participaram no (do) processo de elaboração do Plano Diretor do município de Cordeirópolis.

Política pública - Lazer - Planejamento urbano

H0638

PEDAGOGIA DAS ATIVIDADES CIRCENSES: JOGOS DE MALABARES NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR


Pedro Henrique Godoy Gandia Pinheiro (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Marco Antonio Coelho Bortoleto (Orientador), Faculdade de Educação Física - FEF, UNICAMP
A aproximação da Educação Física com o Circo tem se tornado cada vez mais evidente, não exclusivamente pelo caráter motor das atividades circenses, mas especialmente pelo legado patrimonial do circo enquanto parte da cultura corporal. Sendo a escola a principal instituição responsável pela transmissão destes saberes, entende-se que é na educação física escolar que tais atividades devem ser tratadas. Considerando as pesquisas realizadas no Brasil e no exterior, que analisam a inclusão das atividades circenses no ambiente escolar, a presente pesquisa reuniu e elaborou, em um primeiro momento, um conjunto de “jogos malabarísticos”. Em um segundo momento os jogos foram aplicados a dois grupos de alunos de ensino fundamental, com o intuito de se comparar qualitativamente uma pedagogia voltada aos jogos eoutra possibilidade pedagógica voltada para o gesto técnico. Esperamos que esta pesquisa contribua com a divulgação e ampliação das atividades circenses como saberes a serem tratados na educação física escolar, bem como criar novos questionamentos acerca da forma que este tema pode ser trabalhado, permitindo com isso que o aluno vivencie novas experiências, as quais contribuam com a sua formação, apontando sempre para uma educação física renovadora.

Atividades circenses - Educação fisica - Jogos





Compartir con tus amigos:
1   ...   72   73   74   75   76   77   78   79   ...   95


La base de datos está protegida por derechos de autor ©psicolog.org 2019
enviar mensaje

    Página principal
Universidad nacional
Curriculum vitae
derechos humanos
ciencias sociales
salud mental
buenos aires
datos personales
Datos personales
psicoan lisis
distrito federal
Psicoan lisis
plata facultad
Proyecto educativo
psicol gicos
Corte interamericana
violencia familiar
psicol gicas
letras departamento
caracter sticas
consejo directivo
vitae datos
recursos humanos
general universitario
Programa nacional
diagn stico
educativo institucional
Datos generales
Escuela superior
trabajo social
Diagn stico
poblaciones vulnerables
datos generales
Pontificia universidad
nacional contra
Corte suprema
Universidad autonoma
salvador facultad
culum vitae
Caracter sticas
Amparo directo
Instituto superior
curriculum vitae
Reglamento interno
polit cnica
ciencias humanas
guayaquil facultad
desarrollo humano
desarrollo integral
redes sociales
personales nombre
aires facultad