Língua portuguesa e literatura brasileira



Descargar 1.05 Mb.
Página1/6
Fecha de conversión10.12.2017
Tamaño1.05 Mb.
Vistas106
Descargas0
  1   2   3   4   5   6
Catálogo: provas ant
provas ant -> Coperve/ufsc concurso vestibular-ufsc/2001 prova tipo 2/B
provas ant -> En los estantes de la biblioteca paterna, y
provas ant -> Língua portuguesa e literatura brasileira


LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA


1


5

10

15



20

25



TEXTO 1

Ciência e aquecimento global

O que até recentemente parecia ficção tomou forma na realidade como desafio que exige – se não solução imediata, algo bem pouco provável – ao menos encaminhamento promissor.

O aquecimento global, como conseqüência da liberação crescente na atmosfera de gases de efeito estufa, é o maior impacto ambiental da história da civilização, o que não significa que aponte para o final dos tempos.

[...]


O conhecimento científico tem participação ampla e profunda tanto no processo de aquecimento da Terra como nos encaminhamentos para evitar uma tragédia de proporções inéditas para a humanidade. Foram avanços de natureza científica – particularmente na termodinâmica, o estudo das transformações da energia – que permitiram a substituição de músculos humanos e animais pelas engrenagens das máquinas. Este mesmo conhecimento advertiu, já no século XIX, para o praticamente inevitável aquecimento futuro da atmosfera por elementos tão insuspeitos quanto vapor d’água e dióxido de carbono.

As manchetes dos jornais, anunciando a identificação do aquecimento global a partir de atividades humanas, fizeram do dióxido de carbono um vilão quase indefensável ao longo dos últimos meses. A verdade, no entanto, é que este gás é imprescindível para a vida como a conhecemos e, além disso, atua como cobertor químico, para fazer da Terra o mundo aconchegante que ela é.

Quais as possibilidades de o atual conhecimento científico permitir uma reversão deste processo, ainda que nem tudo volte a ser como antes?

A identificação do aquecimento global como de origem antrópica, devidamente separada de causas naturais que já foram responsáveis por esta ocorrência mais de uma vez na história da Terra, certamente não deve passar despercebida. Assim, o obstáculo maior, ao que tudo indica, não está no estoque de conhecimentos – promissores ainda que não ilimitados – mas na necessidade de mudança de hábitos, pela primeira vez na história da civilização, de toda a humanidade.


Ponto de Vista. Scientific American Brasil, São Paulo,

n. 19, p. 7, dez. 2003. Ed. especial.





Questão 01

Considerando o texto 1, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).


01. Causas naturais são as principais responsáveis pelo chamado efeito estufa.

02. Existe uma relação de causa e conseqüência entre o conhecimento científico e o aquecimento global.

04. O aumento gradativo do aquecimento global é irreversível.

08. O dióxido de carbono é totalmente prejudicial ao meio ambiente.

16. Somente os cientistas podem reverter o processo de aquecimento global.

32. [...] uma tragédia de proporções inéditas [...] (linhas 9-10) significa “uma catástrofe de dimensões sem precedentes”.

64. A dificuldade maior para tentar reverter o processo de aquecimento da Terra está na necessidade de mudança de hábitos do homem.


Questão 02

De acordo com o texto 1, é CORRETO afirmar que:


01. as palavras foram (linha 10) e que (linha 11) não podem ser retiradas da frase simultaneamente, pois são necessárias para o entendimento da mesma.

02. entre as palavras liberação (linha 4), substituição (linhas 11-12), identificação (linha 16), reversão (linha 21), há duas que não são derivadas de verbo pelo acréscimo de sufixo.

04. as expressões sublinhadas no texto, tanto [...] como (linhas 8-9) e ainda que (linha 22), podem ser substituídas, respectivamente, por não só [...] mas também, e mesmo que, sem prejuízo para o sentido de cada frase.

08. as palavras insuspeitos (linha 14), indefensável (linha 17), imprescindível (linha 18), despercebida (linha 25) e ilimitados (linha 27) apresentam prefixo com valor de negação.

16. as expressões sublinhadas em aquecimento futuro da atmosfera (linhas 13-14) e manchetes dos jornais (linha 16) têm valor de substantivo nesses contextos.

32. o segundo parágrafo é constituído por um período composto cuja oração principal é O aquecimento global é o maior impacto ambiental da história da civilização.

64. as palavras hídrico, termodinâmica, obstáculo e científico não obedecem à mesma regra de acentuação gráfica.

Questão 03

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) com relação às obras Menino de engenho, de José Lins do Rego e O Ateneu, de Raul Pompéia.


01. Em Menino de engenho, o autor retrata a infância de Carlinhos, cuja mãe é morta pelo pai. A partir de tal episódio, o garoto é levado ao engenho do avô, onde convive com muitas mulheres, entre elas Tia Maria e Sinhazinha.

02. Sérgio, em O Ateneu, e Carlinhos, em Menino de engenho, são personagens que, em primeira pessoa, contam suas experiências que envolvem também as primeiras descobertas a respeito do mundo dos adultos.

04. Pode-se afirmar que há uma diferença básica entre Sérgio e Carlinhos. Enquanto o primeiro, por viver em um meio urbano, já era conhecedor da vida, o segundo conservava a inocência de um menino criado na roça.

08. O menino Carlinhos, embora também ingresse num internato, considera-se mais experiente que Sérgio, pois já era, segundo ele próprio, um “menino perdido”.

16. Carlinhos, em Menino de engenho, tinha o afeto, o carinho e a proteção de Tia Maria, um anjo, segundo ele. Da mesma forma, Sérgio, em O Ateneu, tinha o carinho de D. Ema.

32. Em O Ateneu, Aristarco é o narrador da história. Ele conta as peripécias de um grupo de jovens educados nos moldes tradicionais em um internato, longe das camadas sociais inferiores, nas quais reinam a maldade, a violência e o crime.

64. As obras Menino de engenho e O Ateneu apresentam em comum, entre outros, os fatos de pertencerem ao mesmo período literário, retratarem o mesmo período histórico, priorizarem a análise psicológica das personagens e serem narrados em terceira pessoa.

Questão 04
Com relação às obras Dom Casmurro, de Machado de Assis, e Dois irmãos, de Milton Hatoum, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).
01. Em Dom Casmurro, Machado de Assis se esmera na observação psicológica das personagens, desvelando diferentes facetas da complexidade do comportamento humano, tais como: ciúme, traição, desconfiança, dissimulação.

02. Capitu, em Dom Casmurro, e Domingas, em Dois irmãos, são personagens femininas típicas do romantismo, pois ambas idealizam o amor e lutam contra todos para, no final, conseguir viver sua paixão através do casamento.

04. A passagem Um liceu enlutado, um mestre assassinado: assim começou aquele abril [...], de Dois irmãos (Hatoum, 2006, p.143), remete ao contexto histórico do golpe militar de 1964, quando o professor e poeta Antenor Laval, amigo de Omar, foi agredido e preso por policiais do Exército em Manaus.

08. Zana, personagem de Dois irmãos, morreu sem saber que seus filhos, depois de muitas desavenças, realizaram, enfim, o sonho da mãe: fizeram as pazes e tentaram viver em harmonia na nova casa projetada e construída por Yaqub, separada por um muro alto da Casa Rochiram, em Manaus.

16. Só guardei um único envelope. Aliás, nem isso: uma fotografia em que ele e minha mãe estão juntos, rindo, na canoa atracada perto do Bar da Margem. Ela quase adolescente, ele quase criança (Hatoum, 2006, p.196). Este trecho de Dois irmãos envolve três personagens: Omar, o narrador; sua mãe, Zana; e Yaqub.

32. Na obra de Machado de Assis há dois tempos que se entrelaçam: o presente, que é o momento em que o narrador escreve o livro e reflete sobre os fatos narrados dirigindo-se, por vezes, ao leitor; e o passado, que é o tempo da ação vivida pelas personagens..




Questão 05

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) com relação às obras Relatos de sonhos e de lutas, de Amilcar Neves e Encontros de Abismos, de Júlio de Queiroz.


01. Em Relatos de sonhos e de lutas, o autor retrata cenas do cotidiano de um ex-policial que sonha com fortes antigos, localizados na Ilha de Santa Catarina, onde é ambientada toda a história.

02. Ester, uma das personagens de Relatos de sonhos e de lutas, representa a mulher sonhadora, que espera a liberdade a qual, para ela, só existe nos sonhos.

04. No conto “Fulgor na Noite” é narrada a história de Lázaro que, ameaçado por dois assaltantes, consegue fugir e reconstruir sua vida ao lado das irmãs.

08. Encontros de Abismos proporciona ao leitor uma reflexão que envolve religião e moral, através dos três contos que compõem a obra: “Escuridão no Meio-dia”, “Enigma no Entardecer” e “Fulgor na Noite”.

16. Em “Escuridão no Meio-dia”, entre outros fatos, é narrada a viagem de volta a São Paulo feita por Pastor Nivaldo, Professor Roriz e Monsenhor Lustosa, após participarem de um seminário religioso em Florianópolis.

32. No conto “Enigma no Entardecer” há referência ao Horto das Oliveiras, lugar sagrado onde, no livro, assim como na Bíblia, reinam apenas a meditação e as orações.

64. Amilcar Neves faz uso de metonímias como “Os Olhos discentes”, “Olheiras profundas” e “Orelhas” para representar as personagens do conto “Vôo 254”.



Compartir con tus amigos:
  1   2   3   4   5   6


La base de datos está protegida por derechos de autor ©psicolog.org 2017
enviar mensaje

enter | registro
    Página principal


subir archivos